Comprar ou alugar

Comprar ou alugar: descubra qual é o tipo de moradia ideal para você

O que é melhor: comprar ou alugar um imóvel? Veja aqui quais são as vantagens de cada alternativa para tomar a melhor decisão!

A escolha é alvo de debates cada vez mais acirrados. Para nossos pais e avós a resposta seria óbvia, afinal, a casa própria era um sonho unânime. Para as gerações mais recentes, que desenvolveram outros estilos de vida sob influência de diversos fatores, a resposta já não é tão simples assim.

Os dois lados do debate são capazes de apresentar uma bela lista de argumentos para defender sua posição. Neste artigo, vamos apresentar alguns dos principais aspectos a observar antes de tomar uma decisão. Você verá que a questão financeira faz muita diferença, mas há outros elementos importantes para considerar. Confira!

Por que comprar um imóvel?

Você deve ter crescido ouvindo seus parentes falarem bastante sobre como é importante ter a casa própria. Embora essa visão venha sendo bastante questionada nos últimos anos, é fato que a aquisição de um imóvel traz certos benefícios que um imóvel alugado não é capaz de proporcionar. Veja alguns deles:

Previsibilidade e segurança

Ter seu próprio imóvel significa ter algum nível de segurança para a família, especialmente em épocas de instabilidade econômica. Considerar a compra de uma casa ou de um apartamento para moradia própria como investimento é outra conversa que levanta dúvidas. 

Contudo, para quem pensa em alugar ou em revender, há uma vantagem evidente. Pensando sempre a longo prazo, o comprador pode apostar na valorização que pode ter com esse imóvel, especialmente quando a região ainda está se desenvolvendo. 

Para fazer um contraponto aos defensores do aluguel, é fato que o dinheiro gasto com a locação não volta para o seu bolso. Para muitos, isso significa jogar dinheiro fora. Além disso, o inquilino sempre viverá na incerteza, já que o proprietário pode não querer prorrogar o contrato de locação, forçando-o a procurar uma nova casa repentinamente. É uma dor de cabeça que causa impactos em diversos aspectos da vida pessoal e profissional.

Mesmo quando o acordo é renovado, normalmente há um aumento. Da mesma forma, a Lei do Inquilinato garante ao proprietário o direito de fazer um reajuste no aluguel todo ano. 

Essa é uma preocupação que não pertence a quem compra um imóvel, onde pode reformar, mudar. Já no caso do inquilino, a necessidade de negociar benfeitorias com o locador pode se tornar um entrave.

Muitas opções para viabilizar a compra

Já que a parte financeira é um dos principais dilemas na hora de decidir entre comprar ou alugar,  o mercado financeiro oferece muitas opções que facilitam a aquisição de um imóvel e que se encaixam às necessidades de cada um. 

Um exemplo disso é o consórcio, modalidade em que um grupo de consorciados se une para pagar parcelas mensais durante um prazo de 10 a 15 anos. No final do prazo todos os envolvidos terão recebido uma carta de crédito para comprar o imóvel. A grande vantagem, nesse caso, é que o comprador nem precisa pagar um valor como entrada. 

Já no financiamento, o comprador precisa pagar uma entrada e o restante do saldo em várias parcelas. O prazo pode se estender por dezenas de anos. Existem muitos tipos de financiamento para pessoas em faixas de renda distintas, incluindo programas do governo como o “Casa Verde e Amarela”, que oferecem taxas de juros reduzidas.

Por falar em juros, esse é um dos pontos mais importantes a analisar antes de assinar um contrato de financiamento. Afinal, cada instituição financeira terá seus próprios métodos de análise de crédito e apresentará propostas distintas. Cabe a você comparar suas características para ver qual vale mais a pena.

Para isso, observe sempre o CET (Custo Efetivo Total) da transação, que é a soma dos juros com outros custos administrativos e taxas adicionais que o banco pode cobrar. Essa informação precisa estar expressa claramente no contrato, por isso, é essencial ler o documento com a máxima atenção.

A questão é que, mesmo com todos esses detalhes, pode ser muito mais interessante usar o dinheiro que seria gasto com o aluguel para pagar as parcelas de um consórcio ou de um financiamento.

Para quem já tem algum bem, como um terreno ou um carro, pode até recorrer ao sistema de permuta. Nesse caso, é necessário encontrar alguém disposto a trocar uma casa pelo que você tem a oferecer, e negociar as condições.

Por que alugar um imóvel?

Para continuar nossa reflexão sobre comprar ou alugar um imóvel, vamos agora para os argumentos de quem defende o aluguel como melhor opção, ao menos em certas circunstâncias. 

Investir o dinheiro pode valer mais a pena

Se você está considerando a possibilidade de comprar um imóvel, provavelmente já tem algum valor guardado. Mas será que esse dinheiro pode ser melhor aproveitado de outra maneira?

Para os defensores do aluguel, faz muito mais sentido aplicar o valor que pagaria da entrada em outros tipos de investimento. Assim, mantendo uma boa disciplina a longo prazo, só os rendimentos do que foi investido já seriam suficientes para pagá-lo. Além disso, você continuaria acumulando dinheiro para comprar um imóvel melhor no futuro.

Essa linha de raciocínio pode ser interessante até para quem não tenha dinheiro para dar como entrada hoje e optaria pelo consórcio para realizar a compra. Se o valor do aluguel for mais baixo que o do consórcio, a diferença pode ser investida para render dividendos no futuro. 

Mesmo no caso de quem compraria um imóvel para alugar ou revender, existe um contra-argumento. Afinal, assim como um imóvel pode se valorizar ao longo do tempo, o contrário também é possível. Esse é um risco que deve ser analisado e comparado com o de outras alternativas de investimento.

Liberdade para se mudar quando quiser

A questão financeira não é o único ponto em favor do aluguel, pois, dependendo do estilo de vida que você pretende seguir, essa opção é bem mais viável. Se a sua profissão exige viagens constantes ou permite trabalhar de qualquer lugar, a possibilidade de mudar de bairro ou de cidade sem ter nada para atrapalhar é um ponto muito positivo.

As novas formas de trabalhar, que surgiram com o avanço da tecnologia, permitem que não fiquemos restritos ao local onde vivemos. Para muitos, não ter que ficar preso a um lugar é um importante fator de qualidade de vida.

Menos gastos com manutenção

Quando alugamos um imóvel, o responsável por manter a estrutura do imóvel em perfeitas condições de habitabilidade é o proprietário. O inquilino, por sua vez, só terá que arcar com os danos que ele mesmo tenha causado ou a troca de itens que sofrem desgaste natural com o uso.

E agora? Comprar ou alugar?

Você deve ter notado que todos os aspectos a serem considerados antes de decidir entre comprar ou alugar são bem subjetivos e cabe a cada um avaliar as condições atuais e as perspectivas para o futuro e assim, escolher a opção mais adequada. 

Uma pessoa mais jovem, que não tem filhos e está começando uma carreira profissional tem possibilidades totalmente diferentes de alguém mais experiente e que tenha filhos e um emprego estável. Contudo, o lugar em que você vive, sua profissão, sua família e seus planos de longo prazo são apenas alguns dos fatores relevantes nessa análise. 

Do ponto de vista financeiro, é recomendável buscar mais informações sobre diferentes meios de investir e como avaliar as diversas possibilidades à disposição. Esse conhecimento é crucial para que seus recursos sejam aplicados com inteligência e proporcionem um retorno interessante.

Embora seja impossível dar uma resposta absoluta para o dilema que debatemos aqui, ao menos você já tem alguns pontos relevantes para colocar na balança antes de tomar sua decisão. Além disso, seja para comprar ou alugar, você pode contar com a Arbo Imóveis para fazer todo o processo online e sem burocracia.

Conheça a Arbo Imóveis

Parceiros da Maria Brasileira, nós somos a Arbo Imóveis, uma startup do mercado imobiliário que tem o objetivo de simplificar transações imobiliárias, para que se conectar a um imóvel seja felicidade para quem o recebe, quem o entrega e quem o administra.

Oferecemos serviços e produtos para o mercado imobiliário de todo o Brasil, como um CRM (Customer Relationship Management) e um aplicativo para corretores, e, além disso, operamos um dos maiores portais de imóveis do País. 

A Arbo possui como diferencial a facilitação de processos imobiliários de compra e de locação. Para isso, a empresa conta com ferramentas que desburocratizam processos tanto para imobiliárias, corretores e incorporadoras quanto para clientes que desejam comprar e alugar imóveis. Conheça!


Agende sua diária com desconto!

Não perca tempo. Clique no banner e agende sua limpeza! 🧹🧹🧹


Somos a rede de franquias Líder no segmento de limpeza e cuidados, criada com um propósito: facilitar o seu dia a dia!

Em nosso blog temos dicas de limpeza e cuidados. Siga nosso perfil no Instagram e no Facebook para acessar conteúdos incríveis e não deixe de se inscrever no nosso canal do Youtube!

Compartilhe:

Comentários