Limpeza e organização: como incluir as crianças na rotina?

Quando se faz a limpeza e organização de casa, é comum querer que as crianças liberem o espaço para não atrapalharem.

Porém, em vez de acreditar que elas podem atrapalhar, que tal descobrir maneiras de incluí-las?

Além da possibilidade de manter as crianças em atividade, de quebra você ainda ganha um reforço para eliminar logo a tarefa.

Como inserir os filhos na limpeza e organização da casa?

Antes de se animar e já colocá-los para fazer algo, primeiro é preciso saber quais atividades podem ser executadas pelas crianças e quais são suas limitações.

O recomendável é começar com pequenas atitudes e afazeres simples, apenas para que elas compreendam sua importância.

Confira agora algumas dicas para incluir seus filhos na hora da organização e limpeza de casa:

Deixe que eles acompanhem a sua rotina

As crianças aprendem na base da observação de um adulto. Portanto, é preciso que você as inclua durante a execução das suas tarefas.

Permita que elas observem como você realiza as ações, lembrando de explicar a importância de fazer determinada atividade e mostrando como ela é feita.

Inclua as atividades na agenda

Normalmente, se estipula para os filhos uma pequena agenda com a quantidade de tempo para cada atividade: comer, estudar, brincar…

Que tal adicionar pequenos hábitos relacionados a limpeza e organização na agenda também? Podem ser coisas que eles já sabem fazer e que são suas atribuições.

Comece com pequenas atividades

Coloque-os para organizar a caixa de brinquedos depois de brincarem e ensine a limpar as sujeiras produzidas durante as brincadeiras. Repita sempre.

Dessa maneira, as crianças começam a dar valor e a entenderem o esforço que é manter algo limpo e organizado.

Não faça com que seja uma rotina ruim ou punição

O ponto de incluir crianças na limpeza e organização é desenvolver suas responsabilidades e também prepará-las para o futuro.

Portanto, precisa ser divertido e lúdico, não algo para ser usado para punir durante um castigo ou servir como um estímulo negativo.

Dessa maneira, em vez de ser positivo, se torna aversivo e a criança passa a associar a uma tarefa ruim e nada prazerosa.

Lembre-se de elogiar sempre que possível

Se os seus filhos executaram o que foi solicitado ou começaram a criar rotinas de organização sozinhos, elogie.

Isso cria um sentimento de importância, permitindo às crianças associar aquela determinada atividade a algo positivo e fortalecedor.

Quais são os benefícios?

Fora a possibilidade de você ter uma grande ajuda e poder finalizar mais rapidamente os afazeres domésticos, seus filhos também saem ganhando!

As crianças precisam ser ensinadas desde pequenas para aprenderem o valor das coisas, principalmente das obrigações domésticas.

Quanto mais cedo elas forem incluídas nas atividades de limpeza e organização, mais rápido compreenderão o esforço e a necessidade de manter as coisas devidamente organizadas.

Claro que é necessário saber delegar determinadas atividades, de acordo com a idade e capacidade das crianças, respeitando seus limites.

Além de aprenderem noções básicas de colaboração e valorização dos serviços dos pais, as crianças também exercitam suas habilidades cognitivas e motoras quando ajudam na arrumação doméstica!

Agora que você já conhece algumas dicas para incluir seus filhos nas atividades domésticas, que tal compartilhar esse post nas suas redes sociais e ajudar os seus amigos a descobrirem essas ideias também?

Compartilhe:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *